no1
29/05/2019
Paraná - Por causa de um moleton, irmãos brigam na justiça

Por aqui passaram somente em 2018, 15 mil novas ações. Com três juízes para julgar e sentenciar nas três Varas do Juizado Especial. Desse montante praticamente 4.850 processos passaram por cada juiz. No entanto, alguns deles chamam a atenção.

O fato é que a blusa chegou em nome da mãe dos irmãos, e o irmão se apossou da roupa, que a irmã havia comprado pela internet. Um mês depois do fato, sem conseguir a blusa, a mulher acionou o irmão na justiça.

Na sentença proferida pelo juiz Rosaldo Elias Pacagnan, ele usou do bom senso para relatar o episódio e também para chamar a atenção.

Em certo trecho ele comenta: onde é que o mundo vai parar?

"É o ódio, a insensatez ou a birra sendo mais fortes que os laços de sangue..."

 

 

Para o juiz, que atua há 10 anos apenas no juizado especial, essa atitude demonstra o quanto a sociedade esqueceu do diálogo e resolveu usar a justiça como um meio de vingança.

Mas esse não é o único caso que chama a atenção do juiz dentre vários processos que chegam a sua mesa.

Segundo Rosaldo a sociedade perdeu a paciência para se entender em conflitos pequenos, que poderiam ser rapidamente resolvidos

A facilidade em poder usar da justiça sem pagar pode ser um dos facilitadores para o montante de processos, neste caso o juiz espera que o bem seja devolvido, caso contrário os irmãos vão ter que voltar a justiça com advogados para tentar resolver a situação

Créditos: Catve

Compartilhe com seus amigos!
PUBLICIDADE
no2
no9
PUBLICIDADE
no3