no1
Atualizado em 09/07/2019
Realeza - Quase dois anos depois, caso "Vanda" continua sendo investigado.

O caso que até agora é um mistério continua sendo investigado pela polícia.  Por ser um caso complexo que envolve uma morte e também uma quantia considerável em dinheiro, a investigação segue em sigilo.   Veja a reportagem exibida nesta terça feira, 09 de julho, pela Tribuna da Massa:

 

Relembrando o caso:

Vanda era gerente de uma agência bancária em Realeza e desapareceu no dia 09 de outubro. O veículo da família um Honda/Civic foi encontrado queimado no dia seguinte às margens PR-182 próximo ao trevo de acesso a Ampére com um corpo carbonizado em seu interior e os documentos dela ao lado do carro.

Durante as investigações a Polícia Civil encontrou imagens do carro passando no trevo de acesso a Ampére na tarde do dia (09) sentido a Francisco Beltrão e uma testemunha avistou o carro incendiado na manhã do dia (10).

 

 

Um bilhete foi encontrado na casa dela, onde dizia que ela estava sendo extorquida e ameaçada e caso não fossem pagos altos valores em dinheiro seus pais seriam mortos.

A Polícia Civil descobriu que ela havia sacado da conta da família e do banco em torno de um milhão e meio de reais.

O caso que até agora é um mistério pode estar bem próximo de ser estabelecido.

 

 

 

 

Créditos: Rede Massa e PP News (Fotos: Divulgação)

Compartilhe com seus amigos!
PUBLICIDADE
no2
no9
PUBLICIDADE
no3