no1
Atualizado em 15/10/2020
Sebrae-PR: Costelinha suína com erva-mate e melado é a atração de Itapejara D' Oeste

Iniciado em setembro passado, o projeto Nossa Casa Viva, do Sebrae/PR, chega à sexta, de oito lives programadas. No próximo sábado (17), será a vez de uma receita que combina produtos com Indicação Geográfica (IG) das regiões sul e sudoeste do Estado: a erva-mate de São Mateus do Sul e o melado de Capanema.

 

 

 

O prato foi criado pelo chef Guilherme Biesek, de Itapejara D’Oeste e será preparado durante a transmissão, ao vivo, no site do Nossa Casa Viva, a partir das 11h.

O projeto Nossa Casa Viva foi criado para valorizar os produtos regionais paranaenses e resgatar os sabores tradicionais das receitas de família, destacando a utilização de produtos do Origens Paraná, com IG ou marca coletiva, ou mesmo com o Selo Alimentos do Paraná.

“A intenção é mostrar o potencial e a riqueza gastronômica do Paraná. Nosso Estado é tão rico e com tanta diversidade e, assim, os consumidores têm a oportunidade de conhecer produtos reconhecidos pela origem e com certificação na qualidade e gestão”, comenta Alyne Chicocki, consultora do Sebrae/PR.


  
Guilherme Biesek, chef e empresário de Itapejara D’Oeste, conta que aceitou o desafio proposto pelo Sebrae/PR com muita satisfação. O prato criado por ele tem a costelinha suína (a festa do porco maturado é tradicional no município), a mescla de melado de Capanema, mostarda e pimenta e a inovação da crosta com erva-mate de São Mateus do Sul. O tempo de preparo é de cerca de uma hora.

“O desafio do Sebrae é uma oportunidade única para mostrar o potencial dos sabores regionais e das histórias que podemos transmitir por meio dos produtos paranaenses”, agradece Biesek.

Expectativas positivas
Fernando Vaccari Toppel, atual presidente da Associação dos Amigos da Erva-Mate de São Mateus do Sul (IG-Mathe), mostra-se entusiasmado com a divulgação do uso da planta na gastronomia.

“Em nossa região, há muita gente produzindo pães, bolos, cerveja, trufas e até sorvete de erva-mate. O projeto do Sebrae traz visibilidade para o nosso produto com IG e as aplicações na culinária. Erva-mate não é apenas para fazer chá e chimarrão”, desmistifica Fernando Toppel.

Produtor de melado em Capanema, no sudoeste, Itamar Schuck, espera que mais pessoas conheçam o produto, que tem selo de Indicação Geográfica desde o final do ano passado.

“O Sebrae vem fazendo divulgações do nosso melado e os resultados começaram a aparecer. Gente de várias regiões do Paraná e até de outros Estados tem procurado o nosso produto, em função da IG. Já observamos que será preciso aumentar a produção para atender à demanda”, detalha Itamar.

Lives
Nessa e nas demais lives, haverá o contato direto com uma cozinha estúdio e um bate-papo com os chefs sobre a gastronomia paranaense, alimentos e produtores locais. Para garantir a inscrição, que é gratuita, basta acessar o site Nossa Casa Viva e preencher o formulário solicitado.

Confira a agenda:
17/10, às 11h - Guilherme Biesek (Itapejara D’Oeste) - Costelinha suína assada com melado de Capanema e mostarda picante em crosta de erva-mate de São Mateus do Sul.
24/10 – Ana Paula Segatto (Maringá) – Angu de milho com porco na lata.
31/10 - Vania Krekniski (Curitiba) - Paleta de cordeiro e legumes assados.

 

Créditos: Assessoria Sebrae-PR - (Foto: Guto Souza)

Compartilhe com seus amigos!

Veja as últimas notícias abaixo

PUBLICIDADE
no2
no9