no1
Atualizado em 17/11/2020
Secretaria de Meio Ambiente fala sobre o 'lixo acumulado' no Alto Sarandi em Realeza

Na manhã desta terça-feira (17), A Voz de Realeza recebeu uma denúncia por parte de alguns moradores da comunidade do Alto Sarandi, no interior de Realeza.

De acordo com os moradores, o principal problema é que a coleta não é realizada de forma regular.

 

 

O montante de lixo, foi fotografado por um morador. Na imagem, é possível ver a grande quantidade de resíduos espalhados pelo chão, e um lixeiro cheio, que parece não suportar a demanda.

Os intulhos estão próximo às margens do Rio Sarandi. 

 

Diante das informações, entramos em contato com a Secretaria de Meio Ambiente para relatar o problema. De acordo com o Engenheiro responsável, Marcos Vinicius Pagliarini, a Administração municipal de Realeza destaca inicialmente que a coleta de resíduos na zona rural da cidade se dá através de Pontos de Entrega Voluntária - PEVs, onde a população deve depositar seus resíduos adequadamente separados para posterior coleta.

"Tal forma de manejo de resíduos se dá pela inviabilidade da coleta na modalidade porta a porta em toda a zona rural, devido a grande área e extensão do percurso a ser realizado e seus respectivos custos, visto que não existe cobrança de taxa de coleta de lixo nesses locais, pois tal cobrança esta atrelada ao IPTU, exclusivo à área urbana. Sendo assim, este serviço é efetuado de forma gratuita e adicional ao sistema de coleta de resíduos da área urbana", disse o engenheiro.

Coletas

A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Meio Ambiente também destacou que atualmente a coleta de resíduos orgânicos da comunidade é efetuada nas quartas-feiras, enquanto que o resíduo reciclável é coletado nas quintas-feiras, com exceção aos feriados, como ocorrido na última quinta-feira (12), aniversário do município.
Quanto ao local do PEV, o mesmo foi escolhido pela possibilidade de acesso dos caminhões para coleta periódica dos resíduos, havendo para isso o consentimento prévio do proprietário. Além disso, destacamos outros quatro pontos públicos e privados foram previamente utilizados para sua instalação, havendo em todos eles reclamações de moradores da comunidade em relação aos problemas e inconvenientes gerados pela má separação por parte de alguns moradores.

 

Descarte irregular 

"Ainda, devido a esta má separação dos resíduos e destinação de materiais inadequados para o local (incluindo eletroeletrônicos, galhos, folhas, terra, animais mortos, resíduos de mecânicas e móveis) nem todo o material é coletado, conforme padronização do sistema de coleta em toda a cidade.
Sendo assim, a administração municipal solicita a cooperação dos moradores da comunidade para que apenas materiais apropriados e corretamente separados sejam dispostos no local, ou seja:

Materiais recicláveis- plásticos, papéis, metais, vidros e isopor; ou então rejeitos: incluindo papel higiênico, fraldas, roupas e calçados por exemplo.

Restos de alimentos- restos de comida, galhos, terra e folhas, têm-se alternativas como a alimentação de animais e a compostagem.

Eletroeletrônicos- devem ser guardados e entregues durante as campanhas de coleta desse tipo de resíduo, as quais são divulgadas e executadas periodicamente pela administração municipal", ressaltou.


Denúncias

"Conforme relatos da população, empresas da cidade, moradores de outras comunidades e também coletores autônomos de resíduos estão depositando materiais indevidamente no local. Assim, solicitamos na ocorrência de tais ações seja feito o registro fotográfico das mesmas e a denuncia à administração municipal para que as medidas cabíveis de coibição e punição sejam tomadas. Tais denúncias podem ser feitas através da internet, através da ouvidoria municipal, ou diretamente à secretaria responsável, através dos telefones (46) 3543-1122 ou pelo WhatsApp (46) 98825-8467", orientou o engenheiro Marcos.

 

Intulhos serão recolhidos no Alto Sarandi

Com relação aos intulhos no Alto Sarandi, a Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Meio Ambiente informou, que nesta quarta-feira (18) será coletado os materiais orgânicos, e na quinta-feira (19) os recicláveis. Já a parcela de resíduos diferenciados e volumosos, serão retirados posteriormente com uma equipe e com equipamentos apropriados.

Créditos: Carine Flores- Redação A Voz de Realeza- (Foto: Reprodução)

Compartilhe com seus amigos!

Veja as últimas notícias abaixo

PUBLICIDADE
no2
no9