no1
Atualizado em 12/01/2021
MEI, atenção as novas obrigações no inicio do ano

O Microempreendedor Individual (MEI) trata-se de um empreendedor que possui um pequeno negócio e conduz sua empresa sozinho ou com um funcionário. Para a categoria MEI a uma determinação de rendimento fixo anual para se manter dentro da modalidade, que atualmente é de R$ 81 mil.

O MEI foi desenvolvido pelo Governo Federal como forma de enquadrar profissionais que exerciam suas atividades profissionais informalmente, agora dentro da legalidade, tendo direito a diversos benefícios com auxílio-doença, aposentadoria, licença maternidade, financiamentos, emissão de notas fiscais e demais.

Contudo, como se trata de uma categoria empresarial, mesmo que simplificada também possui algumas obrigações. E é dessas obrigações que vamos falar agora!

 

 
 Obrigações do MEI
Dentre as obrigações que um Microempreendedor Individual tem, podemos listar as cinco mais importantes obrigações da categoria, confira à seguir cada uma delas.

 
Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS)

O DAS é um Documento de Arrecadação do Simples Nacional, este guia de pagamento engloba todos os impostos municipais, estaduais e federais que devem ser pagos por microempreendedores individuais (MEI), microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP). 

O valor do DAS sofre reajuste todos os anos, tendo em vista que a base para calculo do DAS é 5% do salário mínimo vigente, para 2021 ficando da seguinte forma:

Atividade MEI INSS ICMS/ISS Valor mensal do DAS
Comércio e Indústria – ICMS R$ 55,00 R$ 1,00 R$ 56
Serviços – ISS R$ 55,00 R$ 5,00 R$ 60
Comércio e Serviços – ICMS e ISS R$ 55,00 R$ 6,00 R$ 61

Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual

A declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual (DASN – SIMEI) também conhecida como Declaração Anual de Faturamento, é uma das obrigações que o MEI deve cumprir anualmente.

Todo ano o Microempreendedor Individual deve declarar o valor do faturamento bruto (valor total das vendas de mercadorias e serviços) do ano anterior por meio da Declaração Anual.

Além disso, o prazo para realizar a declaração anual de rendimento do MEI em 2021 vai até o dia 31 de maio de 2021.

Multas e Débitos

O empreendedor MEI que em 2020 ultrapassou o faturamento da categoria em até 20% deverá transmitir a Declaração Anual do MEI ainda este mês de janeiro além disso deverá recolher o valor da multa do excedente, gerada no momento da transmissão da declaração.

Além disso será necessário procurar um contador para que o mesmo possa proceder com a migração para o modelo de microempresa e evitar recolhimentos retroativos.

O MEI que possua débitos referentes a 2020 também devem providenciar o parcelamento de suas dívidas a partir deste ano, vale lembrar que somente os débitos referentes aos últimos cinco anos são exigíveis.

 

Alvará de funcionamento

Uma mudança que aconteceu em 2020 diz respeito a aplicação da Lei de Liberdade Econômica que enquadrou as atividades do MEI como atividades de “baixo risco” o que permitiu à partir de então a dispensa do alvará de funcionamento.

Contudo é de extrema importância que o MEI verifique a legislação do município antes de iniciar as atividades, afim de evitar multas ou até o fechamento da empresa enquanto aguarda regularização.

Atividades MEI

 

Um ponto de atenção diz respeito as atividades permitidas ao enquadramento MEI, todo final de ano o Governo divulga quais ocupações foram incluídas ou excluídas da categoria, mesmo que até o momento o governo não tenha incluído nem excluído nenhuma categoria é bom sempre verificar as alterações para evitar surpresas. A consulta das atividades pode ser acessada clicando aqui.

Prazos

Os donos de pequenos negócios que queiram optar pelo regime MEI ou microempresa podem solicitar a mudança até o dia 29 de janeiro, por meio do Portal do Simples Nacional.

Dica Extra: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

 

Créditos: Jornal Contábil

Compartilhe com seus amigos!

Veja as últimas notícias abaixo

PUBLICIDADE
no2
no9