no1
23/02/2021
Diante de ‘colapso iminente’ nos hospitais, governo do Paraná prepara novas medidas restritivas

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, disse nesta segunda (22), em entrevista o telejornal Boa Noite, da RPC, que o Paraná vive o momento mais crítico da pandemia de Covid: “É um colapso iminente no sistema de saúde”. O Paraná bateu um novo recorde de internações relacionadas à pandemia de Covid-19, de acordo com boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) desta segunda (22). São 3.165 pessoas hospitalizadas com suspeita ou diagnóstico da doença na rede pública e privada de saúde do Estado.

 

 

O boletim indica ainda taxa de ocupação de 92% nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) e 69% nas enfermarias. Restam apenas 100 vagas em UTIs no Paraná. Preto antecipou que o governo do Paraná deve editar um novo decreto entre terça (23) e quarta (24) com novas medidas restritivas.

Entre as medidas previstas, estão o aumento do período de toque de recolher e proibição de consumo de bebidas alcóolicas, que hoje funciona da meia-noite à 5 horas, e a suspensão das cirurgias eletivas. De acordo com ele, o governo ainda estuda se a suspensão das cirurgias valerá apenas para o SUS ou também para os hospitais privadas.

A macrorregião com maior pressão no sistema de saúde, levando em conta os leitos do SUS para adultos, é a Oeste, com taxa de ocupação de 97% para UTI adulto, seguida da Leste (93%), que inclui Curitiba, Noroeste (88%) e Norte (86%).

Créditos: Bem Paraná - Foto: Divulgação

Compartilhe com seus amigos!

Veja as últimas notícias abaixo

PUBLICIDADE
no2
no9