no1
23/02/2021
AMSOP anuncia novas recomendações para conter covid-19

A Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop) acaba de divulgar o documento final com recomendações aos 42 municípios da região, diante do novo avanço no número de casos e óbitos por Covid-19.

 

 

 

Dentre as 20 medidas elencadas no documento, se destacam a implantação do toque de recolher entre 22 horas e 5 da manhã (atualmente, pelo decreto do governo do Estado, o toque de recolher se inicia a meia-noite), bem como, a proibição da venda e consumo de bebidas alcoólicas em espaços e vias públicas, bares, conveniências de postos de combustível e restaurantes também a partir das 22 horas; abertura imediata de novos leitos de UTI em hospitais da região; solicitação de reforço no efetivo da Polícia Militar no Sudoeste para auxiliar as equipes de fiscalização das prefeituras em coibir e dispersar aglomerações; mobilização de deputados estaduais e federais para que cobrem respostas efetivas ao plano de vacinação junto ao Ministério da Saúde; e a criação de um Disque Denúncia para terminar com festas clandestinas e aglomerações.

 

A Amsop orienta, também, que os prefeitos adequem as recomendações desse documento às atualizações no decreto em vigor do governo do Estado.

 

"Nesse primeiro momento, o comércio não vai ser fechado. Quando a gente fala em endurecer as medidas é no sentido de cobrar o uso da máscara, o distanciamento, a não aglomeração", afirmou o vice-presidente da Amsop e prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana.

 

Essa lista de recomendações da Amsop foi elaborada após uma reunião da Comissão de Saúde da entidade, que debateu o panorama atual da pandemia e sugestões para conter o avanço da Covid-19 no Sudoeste. Essa reunião foi presidida pelo prefeito de Dois Vizinhos e presidente da Comissão de Saúde, Luís Carlos Turatto, com a participação dos prefeitos Cleber Fontana (Francisco Beltrão) – que também é vice-presidente da Amsop e representou o presidente da entidade, o prefeito de Bom Sucesso do Sul, Nilson Feversani, que estava em Brasília – Paulo Horn (Sulina), Kosmos Panayotis Nicolaou (Palmas), Edson Cenci (Chopinzinho) e Luiz Carlos Boni (Planalto), da diretora do Hospital Regional do Sudoeste, Cíntia Ramos, dos diretores da 7ª e 8ª Regional de Saúde, Anderson Nesello e Nádia Zanella, respectivamente, e, de forma virtual, da secretária municipal de Saúde de Pato Branco, Lilian Brandalise.

 

CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA

 

"Considerando o aumento expressivo no número de casos de Covid 19

registrado nos últimos dias;

Considerando a taxa de ocupação dos Leitos de UTI exclusivos para

atendimento dos suspeitos e co nfirmados com Covid 19;

Considerando a necessidade de se adotar medidas urgentes e

homogêneas nos 42 municípios do Sudoeste para redução do contágio pelo novo

Coronavírus (Covid 19), no intuito de preservar a Vida e a Saú de da população;

Considerando que a Comissão de Saúde da AMSOP, no intuito de

colaborar com as medidas de controle da disseminação do vírus, vem através

deste, recomendar para os próximos 15 dias:

1) Que seja revisto decretos de flexibilização das atividades que favoreçam a

aglomeração de pessoas, tais como, festas, bailes, casas de shows, casas

no turnas, clubes, eventos esportivo s como jogos de futebol, playground, pubs,

eventos em propriedades particulares (inclusive em alagados);

2) Suspender atividades esportivas/culturais de qualquer natureza, tais como

trilhas, cavalgadas, mateada em geral;

3) Proibir consumo de bebida alcoólica em espaço s e vias públicas;

4) Que seja implantado toque de recolher a partir das 22 horas até 5 horas da

manhã;

5) Que bares, restau rantes, pizzarias e similares funcionem apenas em Delivery

após 22 horas;

6) Fechamento de bares e conveniências dos Postos de Combustível a partir das

22 horas;

7) Limitar número de clientes em estabelecimentos considerados essenciais,

como, por exemplo, mercados, farmácias, etc – (sugestão 50% da capacidade);

8) Restringir a capacidade de transpo rte coletivo público ou particular;

9) Instituir barreiras policiais, com utilização de bafômetro, principalment e em

saídas de postos de combustível, rios e alagados;

10) Solicita apoio da Polícia Militar na fiscalização das medidas sanitárias

orientadas e determinadas pelas Secre tarias Municipais de Saúde;

11) Tornar obrigatório a disponibilização de álcool gel em todas as mesas de

bares e restaurantes, assim como disponibilização das luv as descartáveis para

acesso ao buffet e limite de 50% da sua capacidade de público;

12) Solicita apoio das entidades civis e organizadas na divulgação das medidas

sanitárias de prevenção e sua fiscalização;

13) Solicita adesão e co laboração da população com as medidas de prevenção,

mantendo o isolamento domiciliar quando possível, o distanciamento social,

a utilização de máscara de forma efetiva, cobrindo nariz e boca e higiene de

mãos;

14) Solicita que as Secretarias Municip ais de Saúde intensifiquem as açõ es de

rastreamento e monitoramento de contatos, definindo com suas Equipes

Técnicas a melhor estratégia para garantia do isolamento dos casos índices e

seus contatos próximos e domiciliares, em tempo oportuno e de acordo com

o Protocolo da Secretaria de Estado da Saúde e OPAS – Organização Pan

Americana de Saúde;

15) Solicita as instituições de Assistência à Saúde, através de seus profissionais,

que siga criteriosamente os Protocolos do Ministério da Saúde , da Secretaria

de Estado da Saúde e OPAS;

16) Solicita que cada município através das suas Secretarias Municip ais

elaborem um Plano de Comunicação para divulgação das medidas de

prevenção à população de forma clara e objetiva no intuito de atingir e

sensibilizar o maio r número possível de pessoas;

17) As atividades comerciais podem ser mantidas, desde que as empresas e o

comércio demonstrem seu compromisso com o interesse coletivo, destacando

no s seus ambientes as o rientações de prevenção da pro pagação do vírus e

fazendo com que sejam cumpridas as medidas de segurança tanto por parte

do s funcionários como pelos clientes, garantindo sua segurança e de suas

famílias.

18) Criar um Disque Denúncia para registro de festas clandestinas e

aglomerações;

19) Mobilização dos deputados estaduais e federais para que cobrem respostas

efetivas no plano de vacinação daCOVID do governo federal, e;

20) Articulação para abertura imediata de n ovos leitos UTI-COVID no Hospital

Regional do Sudoeste do Paraná e outras unidades da saúde da região.

É possível desacelerar a propagação da doença, mas para isso

precisamo s do apoio e colaboração de toda população, atuando de forma

solidária e responsável na prevenção, acolhendo as recomendações das

autoridade s sanitárias e auxiliando na sensibilização através do

compartilhamento das orientações dentro e fora de nossas casas."

Créditos: AMSOP Foto: Soraia Verona/Portal de Beltrão

Compartilhe com seus amigos!

Veja as últimas notícias abaixo

PUBLICIDADE
no2
no9